A gente somos…

B I C I C L E T A D A

dsc06741

Definição da Mayara( via lista de discussão):

Sinceramente, andar de bike, principalmente numa grande metrópole,
principalmente se vc se locomove exclusivamente de bike por uma questão de
postura , é bem mais que esporte, é bem mais que diversão (o que não exclui
o fato de ser esportivo e divertido😉, é vc afrontar todo um conjunto de
valores que tentam martelar todos os dias na nossa cabeça, e que só estão
afundando o mundo na merda, cada dia mais.

É como se a gente se tornasse uma crítica ativa, ambulante: andamos por aí
transmitindo nossas visões através das camisetas, adesivos, plaquinhas,
stencil e uma porrada de outras coisas, e pedalar não deixa de ser uma delas,
pedalar juntos mais ainda.

Outra forma de transmitir nossa visão eh como a gente se relaciona, como a
gente se ‘organiza’: nossa organização sem lideranças, horizontal, uma
‘coincidência organizada’ não acontece simplesmente por que achamos bonito e
glamouroso (o q tbm não deixa de ser, rs), mas acontece pq assim como a gente
acha a sociedade do automóvel uma merda, a gente tbm acha uma merda uma
porrada de outros valores que vem junto no pacote, como a burocracia, a
hierarquia, a arrogância, o fetiche…

A gente não é só um grupinho de ciclistas, como muitos ainda acham e eu um
dia eu tbm achei, a gente é um grupo de ciclistas que não se importa com o
preço da sua bike, ou com que peças vc coloca nela. A gente é um grupo de
ciclistas que está sempre disposto a se ajudar, e não fica medindo quem tem
mais experiência, quem é melhor…a gente só quer que mais e mais pessoas
possam aumentar seu poder de mobilidade, mais legal se for de bike😉

A gente anda de bicicleta e não fica parado esperando o governo fazer
ciclofaixas: a gente faz!

E é por essas e por outras que pra mim a opinião dum cara como aqueles, que
postaram nesse fórum, não é merda nenhuma, é só mais um cara que pedala
pra se divertir com os amigos, sei lá…ou pra perder peso, ou pra pegar as
gatinhas, whatever…no limite um cara cuja perspectiva para o conjunto dos
ciclistas, e pra galera que se prejudica com o ‘reinado’ do automóvel, não
vai muito longe, não é um cara que quer somar com alguma coisa, saca?

Assim como eles, uma porrada de ‘ciclistas’ tbm acha a gente um bando de
malucos, pq pra uma galera, o que importa mais, senão unicamente, são as
pecinhas da sua bike, seus bilhares de acessórios, etc…pessoas que andam de
bike e só pensam no seu próprio umbigo, acho que não fazemos questão da
simpatia de pessoas assim, pelo menos eu não faço nenhuma.”

definição da Jeanne( via lista de discussão):

” Sabe, eu acho que não dá pra acreditar numa revolução e que iremos dominar o mundo. Mas é aquela velha história: se uma pessoa a mais ficar mais feliz por conta de uma mudança de comportamento que eu ajudei a inspirar, já valeu a pena.
Não posso mudar o mundo todo, mas posso mudar o mundinho à minha volta, a minha vida. Posso escolher, dentre todas as São Paulo possíveis, aquela em que quero viver. Posso escolher os problemas que terei que enfrentar.”

só para recordar, o depoimento da Natália ( abril/08)

e para você, o que é bicicletada?

-.-.-.

Deixe um comentário

Arquivado em Bicicletada, bicicletas, critical mass, Memória, relatos, vídeos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s