Meus Olhos

Fita Os Meus Olhos

Cartola e Oswaldo Vasques

Fita os meus olhos
Vê como eles falam

Vê como reparam o seu proceder
Não é preciso dizer deve compreender
Até mesmo notar só no meu olhar

Não abuses por eu te confessar
Que nascestes só para eu te amar
Gosto tanto tanto de você
Que os meus olhos falam o que não vê

Ainda há de chegar o dia
Que eu hei de ter tanta alegria
Quando você souber compreender
Num olhar o que eu quero dizer

117
-.-.-.-.-
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em leituras, poesia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s