Mas quem disse que eu te esqueço

Tristeza rolou nos meus olhos do jeito que eu não queria
E manchou meu coração, que tamanha covardia
Afivelaram meu peito pra eu deixar de te amar
Acinzentaram minh’alma, mas não cegaram o olhar

a

Saudade amor, que saudade
Que me vira pelo avesso, e revira meu avesso
Puseram uma faca no meu peito
Mas quem disse que eu te esqueço

b
Mas quem disse que eu mereço
Láiá… Lá laiá… Lalaiá… Lá laiá … Lá laiá… Lá laiá
Lá… Lá laiá… Lá laiá… Lá laiá

Composição: Dona Yvonne Lara e Hermínio Bello de Carvalho

c

Relatos e fotos do Pedala Vai-Vai:

Sábado sem Samba, batismo de bicicletas e mais um piquenique no parque

Passeio ciclístico é coisa de outro planeta

Sábado

Fotos :

JP Amaral

Pedalante

-.-.-.-.-.-.-.


Deixe um comentário

Arquivado em bicicletas, Memória, poesia, vídeos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s