Respeite a faixa

Arte: Passeio Livre

Arte: Passeio Livre

Adesivo em .pdf – imprima e cole

Cenas lusitanas:

Foto: Passeio Livre

Foto: Passeio Livre

Foto: Passeio Livre

Foto: Passeio Livre

. . . .

Só para lembrar o código brasileiro de trânsito:

Art. 72. Todo cidadão ou entidade civil tem o direito de solicitar, por escrito, aos órgãos ou entidades do Sistema Nacional de Trânsito, sinalização, fiscalização e implantação de equipamentos de segurança, bem como sugerir alterações em normas, legislação e outros assuntos pertinentes a este Código.

Cenas Paulistanas:

Foto: Luddista

Foto: Luddista

Art. 182. Parar o veículo:
VI – no passeio ou sobre faixa destinada a pedestres, nas ilhas, refúgios, canteiros centrais e divisores de pista de rolamento e marcas de canalização:
Infração – leve;

. . .

Art. 73. Os órgãos ou entidades pertencentes ao Sistema Nacional de Trânsito têm o dever de analisar as solicitações e responder, por escrito, dentro de prazos mínimos, sobre a possibilidade ou não de atendimento, esclarecendo ou justificando a análise efetuada, e, se pertinente, informando ao solicitante quando tal evento ocorrerá.

Foto: Panoptico

Foto: Panoptico

. . .  .

Art. 181. Estacionar o veículo:
VIII – no passeio ou sobre faixa destinada a pedestre, sobre ciclovia ou ciclofaixa, bem como nas ilhas, refúgios, ao lado ou sobre canteiros centrais, divisores de pista de rolamento, marcas de canalização, gramados ou jardim público:
Infração – grave; ou, no mínimo, se o órgão municipal não tiver coragem de multar:

cet-ciclovia

Art. 193. Transitar com o veículo em calçadas, passeios, passarelas, ciclovias, ciclofaixas, ilhas, refúgios, ajardinamentos, canteiros centrais e divisores de pista de rolamento, acostamentos, marcas de canalização, gramados e jardins públicos: Infração – gravíssima;

………………..

Leia tb:

Até onde chega o Umbiguismo

E estas riscas brancas no chão servem para quê?

Lisboa e a bicicleta

Bora lá espalhar uns autocolantes?

Cenas de Curitiba (1) e (2)

O pedestre que se dane

A 1ª multa por desrepeito a pedestres em São Paulo?

Chame o ladrão

Os caras-de-pau e Kafka sobre quatro rodas

Para PM, estacionar na rampa de deficientes é normal

Treinados para desrespeitar

Nova calçada, velho hábito

Não são o Trânsito

+ Fotos aqui e aqui

-.-.-.-.-.-.

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em arte, bicicletas, protestos

3 Respostas para “Respeite a faixa

  1. Bem no dia “Dia da Mentira”, é triste ver que todas essa cenas são a mais pura verdade=(

  2. Pingback: Chega de carros nas calçadas | + Vá de bike! +

  3. Jacira

    Infelizmente essas imagens mostram o que presenciamos todos os dias na cidade, dá até para pensar que a calçada não pertence ao pedestre, quando na realidade o correto é o contrário.

    Uma sugestão, se me permite, por que não criar um adesivo ao invés de usar um de Portugal?
    Pois apesar dos problemas serem os mesmos,
    a linguagem diferencia um pouco.

    beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s