Chique e simples pedalar

Cycle Chic , “o termo foi cunhado pelos autores do Copenhagen Cycle Chic, em 2007″, que o blog Gata de Rodas, traduziu livremente:

• Eu escolho pedalar chique e, sempre que puder, escolherei Estilo em vez de Velocidade.

A. Hepburn

A. Hepburn

• Eu assumo minha responsabilidade em contribuir visualmente para uma paisagem urbana esteticamente mais agradável.

Ellen Page no Bikedrops

Ellen Page no Bikedrops

• Estou ciente de que minha mera presença na paisagem urbana irá inspirar outros sem que eu seja rotulado como “cicloativista”.

Jessica Alba no bikedrops

Jessica Alba no bikedrops

• Pedalarei com graça, elegância e dignidade.

Twiggy no Bikedrops

Twiggy no Bikedrops

• Irei, contudo, considerar minha bicicleta como meio de transporte e como um mero complemento do meu estilo pessoal. Permitir que minha bike chame mais a atenção do que eu é inaceitável.

butchcassidy

• Eu irei garantir que o valor total de minhas roupas sempre seja superior ao valor total de minha bicicleta.

Jackie O. no Bikedrops

Jackie O. no Bikedrops

• Respeitarei as leis de tráfego.

A. Einstein no Bikedrops

A. Einstein no Bikedrops

• Recusarei usar e possuir qualquer forma de “roupas de ciclismo”. A única exceção sendo um capacete – caso eu escolha exercitar minha liberdade pessoal e escolher usar um.

Audrey H. no bikedrops

Audrey H. no bikedrops

• Escolherei uma bicicleta que reflita minha personalidade e estilo.

Evelyn Araripe no São Paulo Cycle Chic

Evelyn Araripe no São Paulo Cycle Chic

• Colocarei acessórios de acordo com os padrões de uma cultura ciclística e comprarei, quando possível, um protetor de corrente, pedestal, guarda-saia, paralamas, campainha e cesta.

Verônica M. no Blog Gatas de Rodas

Verônica M. no Blog Gatas de Rodas

Leia agora o Manifesto Original:

Scout Niblett no Blog do TA

Scout Niblett no Blog do TA

Movimento das Bicicletas Lentas – Estilo acima da Velocidade.

1. Escolho ser um ciclista lento e irei pedalar em um ritmo agradável. Pedalarei de uma maneira tranqüila e casual, aproveitando a viagem e o ambiente pelo qual estou passando.

2. Estou ciente de que a minha simples presença na paisagem urbana irá inspirar outros.

3. Irei pedalar nos meus deslocamentos diários, incluindo ir ao trabalho, as compras e restaurantes.

4. Irei me vestir com roupas adequadas ao meu local de destino. Posso ir até mais bem vestido por estar de bicicleta.

5. Irei personalizar minha bicicleta de acordo com os padrões da cultura ciclística e minhas necessidades pessoais. Alguns ítens podem ser, protetor de corrente, descanso, paralamas, buzina, uma cestinha ou bagageiro.

6. Irei respeitar as leis de trânsito.

7. Irei pedalar com graça, dignidade e boas maneiras. Darei preferência aos pedestres nas ciclovias e cruzamentos com um sorriso no rosto e irei também agradecer aos motoristas quando eles derem preferência a mim.

8. Eu sei que pedalar é uma excelente oportunidade para praticar pequenas civilidades, socializar com a amigos e espalhar felicidade aleatoriamente para desconhecidos. Sendo assim irei cumprimentar pessoas aleatoriamente na rua.

9. Irei resistir a usar “vestimentas de ciclista” – sendo a única exceção um capacete, caso, no exercício da minha liberdade de escolha, eu queira usar um.

do The Slow Bicycle Movement, publicado antes no blog da Transporte Ativo


continue a leitura:

BikeDrops (1) (2) (3) (4) (5) (6) (7) (8)

São Paulo Cycle Chic

Gata de Rodas

TA (1) (2)

Apocalipse Motorizado

Feliz Cidade Feliz

-.-.-.-.-.-.

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em bicicletas, Memória, movimentos sociais, texto

3 Respostas para “Chique e simples pedalar

  1. OLa!

    Rapaz, tema altamente polêmico.

    Parece-me que pode ser viável em sociedades nas quais a bicicleta já conquistou algum respeito.

    Mas no dia-a-dia(ainda com hifen?) do Brasil não me parece muito factível.

    Sou mais respeitado desde que passei a usar capacete a coloquei outros ítens de segurança na bicicleta.

    E, francamente, se minha bicicleta for mais barata que minhas roupas ela vai custar o que? 15 reais?

    Abraços ciclísticos!

  2. Que honra estar no meio desta fotos!!!
    Capacete, luvas e luzes também me deram sensação de segurança… mas, saias, vestidos, sandálias e salto alto me deram mais segurança ainda. Chama tanto a atenção que não tem como não ser vista!!!

    Engraçado… ciclista vestido como gente normal é considerado uma coisa anormal na cidade… tá tudo errado, tá tudo errado…

  3. Pingback: jario! eZine da Bike

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s