VER para CRER

arte: Igual você

arte: Igual você

CET SP: Uma empresa/autarquia municipal que  desde os anos 70 tem como responsabilidade ‘legal’  cuidar/pensar/solucionar o trânsito da grande cidade. O que assistimos diariamente? A reprodução de modelos de Imobilidade humana ( ‘record de congestionamento’; ‘ chuva causa transtornos aos paulistanos’; ‘use toalha molhada para amenizar os efeitos da poluição’; 4 pessoas morrem por dia no trânsito paulistano’).

E agora, uma promessa feita por um ser cretino de moraes‘, parece que adoçou a boca de alguns ativistas...(isso tudo depois de muito barulho  bicicletadas, cartas, emails, ‘posts em blogs’, etc.)

O que não podemos é nos ufanar por palavras, que não condizem com as ações que diariamente se repetem há mais de 30 anos na cidade de SP.
O SER CRETINO, ocupa 2 secretárias municipais ( Transporte e Vias Públicas) além de acumular a presidência da CET/SP, SPTrans, e tb ser o presidente dos conselhos de adm, de ambas autarquias…) E o que temos em SP?
A cidade, ainda não é ciclavel, o convívio entre aqueles que utilizam o carro e os que não utilizam, só alterou a favor dos 1°s.
Agora, as calçadas começam a ser redesenhadas em alguns bairros: diminuição da area de transitar….sem contar outras barbaridade$.
Desde o período de redemocratização, aqui em nossa cidade, alguns tomaram de assalto o poder público ( sim, através das eleições) e instalaram uma mentalidade para além dos carros, em favor dos bolso$ de alguns.
A atual ocupante dos mais de 5 cargos municipais, expressa justamente essa mentalidade ( e o pior, SP, passa a ser referência de gestão para outras cidade brasileiras).

Sempre dialogamos diretamente com os trabalhadores ( sem uso de intermediários)…estimulando a convivência pacifica e harmoniosa, pois tod@s acreditamos que se a cidade não for para tod@s, não será para ninguém.

leia e tire suas próprias conclusões:

Revogando a Lei da Selva

Coordenadoria de Bicicletas

O peixe morre pela boca

Do cicloativismo

Sobre o curso para os instrutores dos motoristas de ônibus da cidade de SP:

Efeito do Curso

Motoristas

Vídeo utilizado no curso

( recado de quem filmou: “Mas gostaria que todos os ciclistas, antes de condenarem seus “semelhantes”, lembrem-se que essa história de semáforo, mão, contramão, é coisa inventada pelo carro. Se ele não existisse, nem essa discussão existiria”.)

O que posso concluir: não me ufano, por ações midiáticas do poder estatal.

-.-.-.

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em arte, Memória, protestos

5 Respostas para “VER para CRER

  1. cpi1518

    A mão que bate é a que agora afaga.

  2. Não tem a ver com este ou aquele secretário ou autoridade marqueteira.
    Tem a ver com conversar com trabalhadores.
    Os fatores estruturais são determinantes? Sim, mas não de modo absoluto, e se não se consegue alterá-los, não vale a pena trocar idéias com os semelhantes?

  3. Pedalante

    O link que você colocou para o meu site mostra um post positivo sobre um fato que ocorreu na rua e que pode ser resultado do curso dado aos motoristas de ônibus, não da promessa do Alexandre de Moraes, então não entendi bem a relação. O único post onde falo bem da atitude da Secretaria de Transportes é este: http://blig.ig.com.br/freeride/2009/06/08/sao-paulo-tera-coordenadoria-de-bicicletas-na-secretaria-de-transportes-do-municipio/

    Mas, de qualquer forma, agora paro para me analisar e descobrir se a tal promessa realmente “adoçou” minha boca. Concluo que não.

    Admito que fiquei feliz com o anúncio. Mas as críticas que já fiz à CET continuam no meu site, continuam valendo e continuarei a fazê-las. Entretanto, acredito que devemos incentivar a aparente mudança de visão da Secretaria de Transportes, para que as coisas definitivamente mudem na cidade. E não apenas isso: devemos acompanhar, cobrar, pressionar para que comece e para que realmente funcione.

    A criação da Coordenadoria de Bicicletas (ainda não concretizada, diga-se de passagem) resolve o problema da mobilidade por bicicleta em São Paulo? Não, em absoluto. Mas pode – veja bem, “pode” – ser um começo. Devemos apoiar essa iniciativa, cobrar sua realização e acompanhar de perto os trabalhos.

    Promessa é dívida.

    Grande abraço,

    Willian Cruz

  4. Fala, estou passando pra te deixar um abraço e saber como vão as coisas!
    Mande um abraço para o pessoal da bicicletada também. até..

  5. Em tempo, o crédito da palestra aos motoristas de ônibus, se deve ser dado a alguém (algo completamente desnecessário na minha opinião) é para o André Goldman, funcionário da Secretaria do Verde e Meio Ambiente, que a mais de dois anos vinha ouvindo meus apelos para essa palestra e fez todas as articulações necessárias para que ela virasse realidade.

    Se alguém se aproveitou do evento para vender seu peixe, paciência, enquanto alguns querem aparecer eu estou mais preocupado em fazer com que esse trabalho dê realmente resultados.

    Morrer pela boca? Piada né!!! Quem me conhece sabe que primo pela minha independência, no mesmo dia da palestra, se entrasse no CicloBR veria na capa, uma foto com várias cuecas penduradas na entrada da CET.

    Não sou político, nem tenho rabo preso por ai, não tenho esse ou aquele lado, posso condenar ou aprovar comportamentos e atitudes de algum membro executivo dessa ou daquela secretaria, mas não vou deixar de fazer o meu papel de cidadão só porque tenho picuinha com tal partido ou tal executivo em um cargo.

    Cada um age como achar melhor e de acordo com sua coerência moral, eu continuarei criticando o que ver de errado e elogiando as atitudes positivas, mesmo se elas vierem de alguém que eu tenha criticado anteriormente.

    Sempre fui assim, quem me conhece sabe que tenho agido assim há anos e sinceramente, não vejo o porque do espanto.

    Em tempo, enquanto estava pintando acostamento, mandando emails, jogando cuecas, estava articulando a palestra que poderia ser cancelada de uma hora para a outra, já que todo o processo da palestra havia começado em novembro de 2008, antes mesmo do falecimento da Marcia.

    Corria o risco dela ser cancelada em represália? Claro que sim… Isso influenciou nas minhas atitudes?

    Tire as suas conclusões e leia tudo que publiquei no CicloBR de outubro de 2008 e junho de 2009.

    André Pasqualini

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s