Parem o genocídio palestino!

Ataque do Estado Sionista à Flotilha humanitária pró-Gaza *

Na madrugada de hoje, horário de Israel entre 4h30 e 5h, a marinha israelense atacou em águas internacionais  a frota humanitária pró-palestina que tinha 750 tripulantes entre eles cineatas, documentaristas, um premio nobel, médicos, enfermeiros, professores e até mesmo um sobrevivente do Holocausto de 85 anos.

O próprio porta-voz do Exército israelense, general Avi Benayahu, afirmou à rádio pública que o ataque aconteceu em águas internacionais:  “O comando agiu em alto mar entre 4H30 e 5H00, a uma distância de 70 a 80 milhas (130 a 150 km) de nossa costa”, ferindo, portanto, os termos dos acordos de paz de Oslo (1993), que deram a Israel o controle das águas territoriais diante da Faixa de Gaza em uma distância de 20 milhas (37 km).

Até o momento sabemos que 10 tripulantes foram mortos e mais de 30 ficaram feridos.

O mundo inteiro repudiou o ataque, o Brasil e alguns outros países retiraram seus embaixadores de Israel, vários protestos aconteceram ao redor do mundo contra a covardia israelense de atacar uma pequena frota com remédios, cadeiras de roda, suprimentos e 750 ativistas pacifistas.

A alta comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Navi Pillay, afirmou que o bloqueio de Israel à Gaza está “no cerne de muitos dos problemas que afligiam a situação entre Israel e a Palestina” que se tem a impressão de que o “governo israelense trata d direito internacional com desprezo perpétuo” e finalmente que o bloqueio à Gaza foi suspenso, não haveria necessidade de flotilhas para levar ajuda humanitária.” (leia aqui o original em inglês)

Israel merece sanções severas, aguardemos a comunidade internacional tomar providências, protestemos, pressionemos as autoridades por medidas efetivas contra este insidioso bloqueio à Gaza e o tratamento desumano que o Estado sionista israelense dá aos palestinos de um modo em geral.

* o texto foi uma síntese que fiz das informações que colhi durante o dia. Maria_FRo

leia mais no tsavkko – clique aqui

3 Comentários

Arquivado em arte, bicicletas, charge, critical mass, massa crítica, Memória, movimentos sociais, protestos

3 Respostas para “Parem o genocídio palestino!

  1. A charge é do Latuff, o texto foi uma síntese que fiz das informações que colhi durante o dia. Abraços

  2. É incrível como a mídia internacional é tendenciosa. Israel não pode se defender. Deve aceitar calada todos os ataques, caso contrário, é considerada autoritária e “nazista”!! Que vergonha!!
    .
    …..
    .
    É muito fácil jogar pedras nos outros. Difícil é ser honesto e fazer alguma coisa de útil pelo seu país e pelo necessitado que está ao seu lado.
    .
    Abraços,

  3. Amim

    PURA CORVARDIA, ONDE JA SE VIU SE DEFENDER DE BRIQUEDOS E REMÉDIOS, ISSO E GENOCIDIO OU SERÁ QUE OS NAZITAS TEMBEM TINHÃO BONS MOTIVOS.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s