Fim da Violência contra as MULHERES

Imagem

A T E N ÇÃO,

Ontem [06/08/2012, às 19h30 ] o táxi placa Placa é ECT-6213, modelo Palio Adventure. tentou assassinar uma MULHER. Nossa amiga  Marina Merlo sofreu uma tentativa de assassinato.*

“Um imbecil de um taxista passou minha descida toda de bike da Rua Augusta, sentido centro, tentando me derrubar. Quase não havia outros carros junto com a gente na pista, o que me faz ter certeza que foi proposital – ou que outros motivos ele teria para dirigir tão irregularmente?
Mesmo eu estando na lateral direita, dando espaço para qualquer carro passar, com iluminação traseira e sinalizando com as mãos, esse maldito ficou jogando o carro contra mim, me jogando na calçada, e cortando minha frente sem sinalização e freando de forma brusca logo em seguida, INSISTENTEMENTE.
Farol após farol, repetia os movimentos, até que sua última tentativa foi uma ultrapassagem seguida de conversão, desrespeitando minha preferencial.
Por pouco não me derrubou, mas me deu uma torsão no punho enquanto tentava me manter na bicicleta.

* Se você, que nos lê sofre/sofreu violência semelhante, leia a dica do W. Cruz:

Denuncie ao DTP: 2692-3302 / 2692-4094 / 2291-5416 (seg-sex, 8h-17h). Também registre denúncia no 156. Se conseguir alguma testemunha, registre BO por tentativa de lesão corporal. NÃO É BO DE TRÂNSITO, é em uma delegacia mesmo. Mas só se tiver testemunha, senão não adianta nada.

…………..

Outro caso de violência contra a mulher

Relato/desabafo da Renata Cardamoni

“sábado[04/08/2012] segurei no semáforo o taxista que me deu uma fina. como travou o trânsito, ele recebeu uma pressão dos colegas pra parar de me xingar. é difícil lidar…

…………….

A solidariedade na rede:

Cíntia Barenho: “Pois então Marina, nós mulheres feministas denunciamos a sistemática agressão/violência/opressão vivenciado por nṍs mulheres seja onde estivermos e/ou formos. Seja no trânsito (andando de bici com FDP como esse que usou carro como arma contra vc, num ônibus pensamos 2x ao usar mais roupa curta), nas ruas (com aquelas chinelagens grosseiras que ouvimos como se estivessemos numa vitrine à mostra), nas nossas casas e por ai. Não podemos ficar caladas nunca! Agora mesmo, com as olímpiadas é deplorável o machismo da cobertura jornalista (ou não, acho que ta longe de ser jornalismo) sobre as atletas femininas… enfim. Nossa luta é todo o dia!”

Elaine Campos:” Gente, que absurdo! É preciso denunciar sim! Vou enviar para outras compas! Sororidade feminista!”

outras leituras:

Da desigualdade de gênero

.-.-.-.–…-

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em bicicletas, movimentos sociais, mulheres, protestos

4 Respostas para “Fim da Violência contra as MULHERES

  1. felipe

    Professor deixei um e-mail para você, veja lá por favor

  2. Ze

    Machismo existe e mata. É inegavel. Mas por esses episodios relatados qq ciclista, xx ou xy, pode passar (e passa). Qual a relaçao com o machismo???

  3. Pingback: A prisão é tão opcional quanto a liberdade | Pedalante

  4. Jack

    Feminazismo também mata.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s