Arquivo da tag: apocalipse motorizado

Sexta filosófica no Butantã

A Sexta Filosófica é momento de reflexão de temas filosóficos e do embasamento filosófico de temas contemporâneos. Não é um momento religioso, no sentido litúrgico. Contudo, é uma oportunidade de se entender a história no sentido escatológico e a ação do Senhor da História na história.

A Sexta Filosófica ocorre, em geral, na última sexta-feira de cada mês e tem a seguinte Programação Geral:

Happy Hour Das 19 às 20 h – Momento de confraternização e de saborear um lanche oferecido pela IPBut

Momento Musical Das 20h às 20h30min – Momento de apresentação de boa música algumas vezes com instrumentos musicais do próprio período em que foram compostas, ou através de solistas ou de grupos corais

PalestraDas 20h30min às 21h30min – O debate que se segue não tem tempo definido

Caso você tenha interesse em receber informações sobre as próximas reuniões, por favor mande um e-mail para secretaria@ipbutanta.org.br

Local:
Igreja Presbiteriana do Butantã
Avenida Afrânio Peixoto, 457 – Butantã, São Paulo – SP.
(avenida que dá acesso ao portão principal da USP)
Tel.: 11 3816-7487

Coordenação:
Marcos da Cunha Ribeiro;
Ademir Aguiar;
Márcio Rodrigues Alves;
Wolfgang Fischer.

-.-.-.-.-.

Deixe um comentário

Arquivado em arte, bicicletas, charge, filosofices, Memória, movimentos sociais

Stupid User Vehicles

Assista o vídeo que motivou a charge abaixo – aqui

Arte: Walter Tierno

Arte: Walter Tierno

outro vídeo ( dica do pessoal do MTB BHSuv City )

leia mais:

Menos 1 Carro

OutforLunch

Vá de Bike

T.A ( em .pdf)

Panoptico ( 1) (2) (3) (4) (5) (6) (7)

Apocalipse Motorizado (1) (2) (3) (4) (5)

Bicicletada Curitiba

+ um vídeo

Street Films

-.-.-.-.-.-.-.

1 comentário

Arquivado em bicicletas, protestos, vídeos

VER para CRER

arte: Igual você

arte: Igual você

CET SP: Uma empresa/autarquia municipal que  desde os anos 70 tem como responsabilidade ‘legal’  cuidar/pensar/solucionar o trânsito da grande cidade. O que assistimos diariamente? A reprodução de modelos de Imobilidade humana ( ‘record de congestionamento’; ‘ chuva causa transtornos aos paulistanos’; ‘use toalha molhada para amenizar os efeitos da poluição’; 4 pessoas morrem por dia no trânsito paulistano’).

E agora, uma promessa feita por um ser cretino de moraes‘, parece que adoçou a boca de alguns ativistas...(isso tudo depois de muito barulho  bicicletadas, cartas, emails, ‘posts em blogs’, etc.)

O que não podemos é nos ufanar por palavras, que não condizem com as ações que diariamente se repetem há mais de 30 anos na cidade de SP.
O SER CRETINO, ocupa 2 secretárias municipais ( Transporte e Vias Públicas) além de acumular a presidência da CET/SP, SPTrans, e tb ser o presidente dos conselhos de adm, de ambas autarquias…) E o que temos em SP?
A cidade, ainda não é ciclavel, o convívio entre aqueles que utilizam o carro e os que não utilizam, só alterou a favor dos 1°s.
Agora, as calçadas começam a ser redesenhadas em alguns bairros: diminuição da area de transitar….sem contar outras barbaridade$.
Desde o período de redemocratização, aqui em nossa cidade, alguns tomaram de assalto o poder público ( sim, através das eleições) e instalaram uma mentalidade para além dos carros, em favor dos bolso$ de alguns.
A atual ocupante dos mais de 5 cargos municipais, expressa justamente essa mentalidade ( e o pior, SP, passa a ser referência de gestão para outras cidade brasileiras).

Sempre dialogamos diretamente com os trabalhadores ( sem uso de intermediários)…estimulando a convivência pacifica e harmoniosa, pois tod@s acreditamos que se a cidade não for para tod@s, não será para ninguém.

leia e tire suas próprias conclusões:

Revogando a Lei da Selva

Coordenadoria de Bicicletas

O peixe morre pela boca

Do cicloativismo

Sobre o curso para os instrutores dos motoristas de ônibus da cidade de SP:

Efeito do Curso

Motoristas

Vídeo utilizado no curso

( recado de quem filmou: “Mas gostaria que todos os ciclistas, antes de condenarem seus “semelhantes”, lembrem-se que essa história de semáforo, mão, contramão, é coisa inventada pelo carro. Se ele não existisse, nem essa discussão existiria”.)

O que posso concluir: não me ufano, por ações midiáticas do poder estatal.

-.-.-.

5 Comentários

Arquivado em arte, Memória, protestos

Cuidado ele mata

leia tb

aqui e aqui

-.-.-.-.-.

2 Comentários

Arquivado em bicicletas, vídeos

no estilo Twitter

Feliz Cidade, um cidadão hoje faz  30 anos…

sonhos

– Feliz aniversário Luddista ( aqui);

– 30 anos, de histórias e memórias (aqui);

– lembranças e comemorações ( aqui );

– o começo ( será?) ( aqui);

– e suas crônicas (que eram diárias) ( aqui )

-.-.-.-.-.-

2 Comentários

Arquivado em bicicletas, Memória

Chique e simples pedalar

Cycle Chic , “o termo foi cunhado pelos autores do Copenhagen Cycle Chic, em 2007″, que o blog Gata de Rodas, traduziu livremente:

• Eu escolho pedalar chique e, sempre que puder, escolherei Estilo em vez de Velocidade.

A. Hepburn

A. Hepburn

• Eu assumo minha responsabilidade em contribuir visualmente para uma paisagem urbana esteticamente mais agradável.

Ellen Page no Bikedrops

Ellen Page no Bikedrops

• Estou ciente de que minha mera presença na paisagem urbana irá inspirar outros sem que eu seja rotulado como “cicloativista”.

Jessica Alba no bikedrops

Jessica Alba no bikedrops

• Pedalarei com graça, elegância e dignidade.

Twiggy no Bikedrops

Twiggy no Bikedrops

• Irei, contudo, considerar minha bicicleta como meio de transporte e como um mero complemento do meu estilo pessoal. Permitir que minha bike chame mais a atenção do que eu é inaceitável.

butchcassidy

• Eu irei garantir que o valor total de minhas roupas sempre seja superior ao valor total de minha bicicleta.

Jackie O. no Bikedrops

Jackie O. no Bikedrops

• Respeitarei as leis de tráfego.

A. Einstein no Bikedrops

A. Einstein no Bikedrops

• Recusarei usar e possuir qualquer forma de “roupas de ciclismo”. A única exceção sendo um capacete – caso eu escolha exercitar minha liberdade pessoal e escolher usar um.

Audrey H. no bikedrops

Audrey H. no bikedrops

• Escolherei uma bicicleta que reflita minha personalidade e estilo.

Evelyn Araripe no São Paulo Cycle Chic

Evelyn Araripe no São Paulo Cycle Chic

• Colocarei acessórios de acordo com os padrões de uma cultura ciclística e comprarei, quando possível, um protetor de corrente, pedestal, guarda-saia, paralamas, campainha e cesta.

Verônica M. no Blog Gatas de Rodas

Verônica M. no Blog Gatas de Rodas

Leia agora o Manifesto Original:

Scout Niblett no Blog do TA

Scout Niblett no Blog do TA

Movimento das Bicicletas Lentas – Estilo acima da Velocidade.

1. Escolho ser um ciclista lento e irei pedalar em um ritmo agradável. Pedalarei de uma maneira tranqüila e casual, aproveitando a viagem e o ambiente pelo qual estou passando.

2. Estou ciente de que a minha simples presença na paisagem urbana irá inspirar outros.

3. Irei pedalar nos meus deslocamentos diários, incluindo ir ao trabalho, as compras e restaurantes.

4. Irei me vestir com roupas adequadas ao meu local de destino. Posso ir até mais bem vestido por estar de bicicleta.

5. Irei personalizar minha bicicleta de acordo com os padrões da cultura ciclística e minhas necessidades pessoais. Alguns ítens podem ser, protetor de corrente, descanso, paralamas, buzina, uma cestinha ou bagageiro.

6. Irei respeitar as leis de trânsito.

7. Irei pedalar com graça, dignidade e boas maneiras. Darei preferência aos pedestres nas ciclovias e cruzamentos com um sorriso no rosto e irei também agradecer aos motoristas quando eles derem preferência a mim.

8. Eu sei que pedalar é uma excelente oportunidade para praticar pequenas civilidades, socializar com a amigos e espalhar felicidade aleatoriamente para desconhecidos. Sendo assim irei cumprimentar pessoas aleatoriamente na rua.

9. Irei resistir a usar “vestimentas de ciclista” – sendo a única exceção um capacete, caso, no exercício da minha liberdade de escolha, eu queira usar um.

do The Slow Bicycle Movement, publicado antes no blog da Transporte Ativo


continue a leitura:

BikeDrops (1) (2) (3) (4) (5) (6) (7) (8)

São Paulo Cycle Chic

Gata de Rodas

TA (1) (2)

Apocalipse Motorizado

Feliz Cidade Feliz

-.-.-.-.-.-.

3 Comentários

Arquivado em bicicletas, Memória, movimentos sociais, texto

Olhar

Foto: Room 1834 via CMI

Foto: Room 1834 via CMI

+ Fotos – aqui

outras infos sobre as ações contra o G20:

Climate Camp

Critical Mass G20

g20journo – varias fontes

Um Alerta para o G20 (ecologia urbana)

G20 só com Bicicletada

Um alerta para o G20 ( apocalipse motorizado)

-.-.-.-.-.-..-

Deixe um comentário

Arquivado em Bicicletada, bicicletas, critical mass, massa crítica, Memória, movimentos sociais, protestos